Venda de imóveis novos em SP tem pior resultado da história em janeiro

A venda de imóveis novos na cidade de São Paulo teve em janeiro seu pior mês desde pelo menos 2004, quando o mercado começou a ser medido pelo SECOVI-SP (sindicato paulista da habitação) com a metodologia vigente.

Foram 622 unidades comercializadas, quantidade 22,2% menor à registrada no mesmo período de 2016, já considerado negativo pelo setor imobiliário.

“Não esperávamos uma queda dessa magnitude. Praticamente não tivemos lançamentos, se considerarmos o tamanho da capital paulista”, afirma Flavio Amary, presidente da entidade.

A retração na oferta de imóveis novos foi de 94,6% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Os números não mudam a perspectiva positiva para 2017 – o SECOVI-SP projeta um aumento anual de 5% a 10% nas vendas deste ano.

“Janeiro refletiu o esforço das empresas para antecipar os negócios no fim de 2016, quando havia maior demanda e as pessoas tinham mais recursos”, diz Amary.

“Os números de fevereiro também deverão ser baixos, mas não acredito que virão aquém [de janeiro].”

Fonte: Folha de São Paulo

Salvar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *