Mesmo com consenso, regra para devolução de imóveis deve ir para STJ

Incorporadoras e governo esperam alcançar um acordo sobre a regra da devolução de imóveis até a próxima semana, mas discussões sobre o tema deverão prosseguir no Superior Tribunal de Justiça. Continuar lendo Mesmo com consenso, regra para devolução de imóveis deve ir para STJ

Governo amplia limite do FGTS para compra de imóveis

Começa a valer a mudança feita pelo governo no setor imobiliário. Na última quarta-feira (23) o Conselho Monetário Nacional (CMN) ampliou o limite para financiamento de imóveis com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O Limite passou de R$ 750 mil para R$ 950 mil para imóveis localizados no Distrito Federal, Minas Gerais, Rio de janeiro e São Paulo. Para os outros estados, o valor do imóvel passou de R$ 650 mil para R$ 800 mil. Continuar lendo Governo amplia limite do FGTS para compra de imóveis

Governo sobe para R$ 225 mil preço do imóvel do Minha Casa, Minha Vida

O Conselho Curador do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) aprovou nesta terça-feira (27) novos limites de preços para os imóveis da terceira etapa do Minha Casa Minha Vida, cujas contratações, segundo Elton Santa Fé Zacarias, secretário-executivo do Ministério das Cidades, podem ter início ainda no fim deste ano. Continuar lendo Governo sobe para R$ 225 mil preço do imóvel do Minha Casa, Minha Vida

Gastos obrigatórios explicam alta no custeio este ano

Um dos principais fatores que têm pressionado as contas públicas, as despesas com custeio (manutenção da máquina pública) não estão subindo este ano por causa da administração das repartições públicas e sim por causa dos gastos obrigatórios. Segundo o Tesouro Nacional, os desembolsos com gastos obrigatórios, que não podem ser cortados pelo governo, explicam a expansão real de 2,7% (acima da inflação) do custeio de janeiro a agosto. Continuar lendo Gastos obrigatórios explicam alta no custeio este ano

Caixa fecha cerco e retomará imóveis de inadimplentes

O governo federal decidiu retomar os imóveis dos beneficiários mais carentes do programa Minha Casa Minha Vida que estão inadimplentes há mais de três meses. A Caixa Econômica Federal apertou a cobrança das prestações que estão atrasadas. Passou a ligar e a enviar SMS para os beneficiários logo após os primeiros dias de vencimento. Continuar lendo Caixa fecha cerco e retomará imóveis de inadimplentes

FGTS bancará casa para mais pobres

O Minha Casa Minha Vida passa a ser, na terceira etapa, um programa quase que exclusivamente do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O governo decidiu usar o dinheiro que os trabalhadores são obrigados a poupar para bancar, a fundo perdido, os imóveis da faixa 1 do programa, destinada às famílias mais pobres (com renda de até R$ 1,8 mil por mês). Antes, os recursos eram do Orçamento da União. Continuar lendo FGTS bancará casa para mais pobres

Com novos parâmetros, Minha Casa, Minha Vida 3 deve proporcionar moradia a mais pessoas

A criação da faixa 1,5 FGTS, defendida meses a fio pelo Secovi-SP junto ao governo, abre possibilidade de aquisição da casa própria a milhares de famílias. Continuar lendo Com novos parâmetros, Minha Casa, Minha Vida 3 deve proporcionar moradia a mais pessoas

ONG estima o despejo de 22 mil pessoas em SP até fim do ano

Até o fim deste ano, 50 reintegrações de posse devem ser cumpridas, no centro de São Paulo, com o despejo de 22 mil pessoas, segundo levantamento do Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos – organização não governamental (ONG) voltada ao direito à moradia. Continuar lendo ONG estima o despejo de 22 mil pessoas em SP até fim do ano

Imóveis podem começar a perder valor em 2016

O preço médio dos imóveis no País pode, pela primeira vez, apresentar queda real no seu valor total em 2016 . É o que aponta o Boletim FipeZap, divulgado nesta quarta-feira (2), que projeta para junho seguinte uma variação de até -6,2%. Continuar lendo Imóveis podem começar a perder valor em 2016

Subsídio ao arrendamento e taxa das rendas condicionadas publicados em Diário da República

O Governo publicou ontem (dia 10) o diploma que estabelece o regime do subsídio ao arrendamento para inquilinos idosos ou com carência financeira e uma portaria que fixa em 6,7% a taxa de cálculo para as rendas condicionadas. Os dois diplomas, considerados essenciais para completar a reforma do arrendamento urbano, foram publicados no Diário da República (DR). Continuar lendo Subsídio ao arrendamento e taxa das rendas condicionadas publicados em Diário da República