Feirão da Caixa: cuidados antes de fechar a compra de um imóvel no evento

O Feirão da Caixa Econômica, que vai acontecer de 26 a 28 de maio, no Riocentro, é sempre esperado por quem deseja realizar o sonho da casa própria. Na edição deste ano, de acordo com as construtoras, haverá unidades com valores a partir de R$ 117 mil, e grande parte se enquadra no programa habitacional “Minha casa, minha vida”. Para fazer simulações de financiamento, leve CPF, RG e comprovantes de residência e de renda. Continuar lendo Feirão da Caixa: cuidados antes de fechar a compra de um imóvel no evento

Hora pode ser boa para comprar imóvel para morar, diz consultor

Para quem pensa em comprar um imóvel para uso próprio, se for à vista ou com financiamento pequeno, este é um momento interessante, pois estoques das construtoras estão altíssimos e as condições extremamente favoráveis para o comprador. “Faz sentido sentar e negociar se for para morar, mas para investir ainda é muito arriscado, mesmo com a esperada queda forte dos juros”, afirma Ricardo Figueiredo, economista e consultor do programa financeiro Vida Investe da Fundação Cesp. Salas comerciais, por exemplo, são um investimento difícil, pois a oferta ainda é grande e a pessoa pode se descapitalizar com um ativo de baixa liquidez e custos fixos como IPTU e condomínio. Continuar lendo Hora pode ser boa para comprar imóvel para morar, diz consultor

Matrícula de imóveis trará dados judiciais

A partir desta segunda-feira (20), para que o comprador de um imóvel saiba se o atual proprietário é alvo de alguma ação na Justiça que possa colocar a propriedade em risco no futuro, bastará olhar na matrícula da unidade para obter essa informação. A lei é de 2015, mas previa um período de adequação de dois anos. Agora, vale o que está contemplado na matrícula. Continuar lendo Matrícula de imóveis trará dados judiciais

Os bairros mais caros para comprar um imóvel em SP

SÃO PAULO – A Vila Nova Conceição, na Zona Sul de São Paulo, registrou o metro quadrado mais caro para compra em novembro, de acordo com o ranking  realizado pela portal imobiliário VivaReal. Segundo o levantamento, o preço médio para os imóveis no bairro chega a até R$ 16.273,00 por metro quadrado.

Com relação ao preço médio do m2 para venda em São Paulo, o valor alcançou R$ 6.867,00 em novembro, contra uma média nacional de R$ 4.870,00. A pesquisa aponta ainda, que a cidade de São Paulo é a terceira na lista dos preços mais altos do país, atrás apenas do Rio de Janeiro (R$ 7.333,00/m2) e de Brasília (R$ 8.235,00/m2).

Dentre os bairros maios procurados para compra em novembro, Vila Mariana (Zona Sul), Bela Vista (Centro) e Tatuapé (Zona Leste) ocupam as primeiras posições.  Em seguida aparecem Pinheiros (Zona Oeste), Butantã (Zona Oeste), Moema (Zona Sul) e Perdizes (Zona Oeste).

Confira o ranking dos bairros mais caros para venda em novembro:

Bairro Região  Valor do m
1 Vila Nova Conceição Zona Sul R$ 16.273
2 Jardim Europa Zona Oeste R$ 15.493
3 Jardim Luzitânia Zona Sul R$ 13.333
4 Jardim Paulistano Zona Oeste R$ 12.564
Itaim Bibi Zona Sul R$ 12.032
6 Vila Gertrudes Zona Sul R$ 11.486
7 Vila Olímpia Zona Sul R$ 11.434
8 Jardim América Zona Sul R$ 11.429
9 Cidade Monções Zona Sul R$ 11.124
10 Vila Uberabinha Zona Sul R$ 11.077

Fonte: InfoMoney

STJ reconhece validade de taxa de corretagem em compra de imóvel

SÃO PAULO e BRASÍLIA – O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta quarta-feira, 24, que as incorporadoras podem transferir ao consumidor a obrigação de pagar a corretagem pela compra de um imóvel. Os ministros julgaram, entretanto, que a cobrança vinculada da taxa Sati (Serviço de Assessoria Técnica Imobiliária) ao cliente em compra e venda de imóvel é abusiva. Continuar lendo STJ reconhece validade de taxa de corretagem em compra de imóvel